Lomadee

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Universitários promovem manifestação contra a violência nesta quinta-feira (2) no Arco do Triunfo em Sobral

Diante do atual quadro de insegurança, os universitários de Sobral e região Norte através da Comissão de Segurança Estudantil, propuseram uma manifestação a favor da paz e contra a violência. O ato acontece nesta quinta-feira (2), a partir das 18 horas, no Arco do Triunfo, em Sobral. Vale ressaltar que a manifestação é apartidária. Toda a sociedade sobralense está convidada a comparecer vestida de branco neste ato.

Carta aberta dos estudantes universitários à sociedade
"Os caminhos que nos levam a realização de nossos sonhos nem sempre são curtos e diretos. Enfrentamos ladeiras e estradas sinuosas. Ultrapassamos grandes distâncias, suportamos o solavanco que a jornada nos impõe e fazemos diariamente. Tudo para que, ao final, possamos alcançar uma vida melhor. Mas outro desafio nos foi imposto e este parece querer aproveitar-se de nossa fragilidade e impor uma parada antes do fim.

Os estudantes que buscam as universidades sediadas em Sobral, advindos das mais variadas e distantes cidades, para além de toda a dificuldade que já superam bravamente, agora veem-se diante de um problema que assola todo o estado do Ceará. A falta de segurança pública.

Recentemente, um dos ônibus que fazia o transporte dos estudantes da cidade de Tianguá, foi alvejado por tiros. O motorista foi atingido, porém mesmo ferido, conseguiu guiar o veículo com segurança até a Santa Casa de Sobral. Nenhum universitário ficou ferido e o motorista está vivo. Uma verdadeira dádiva divina.

Mas, até quando continuaremos a contar apenas com a segurança celestial e a sorte? Será que os estudantes terão que somar a todos os desafios que são superados, dia após dia, este mais? Vencer o medo de ter a vida usurpada por aqueles que se aproveitam das fragilidades daqueles que buscam chances melhores de vida digna?

É diante deste cenário e por acreditar que juntos temos força, que convocamos estudantes e sociedade civil para que, unidos, possamos pensar estratégias para o problema que se apresenta. Nossas vozes necessitam serem ouvidas. Nossos sonhos não podem ser subtraídos pela negligência alheia. Nosso futuro precisa se tornar presente."

Com Informações de Thais Menezes 
Postar um comentário