Lomadee

terça-feira, 7 de junho de 2016

Aluno do Colégio Sobralense de Tempo Integral representará as crianças do mundo no Revezamento da Tocha Olímpica

O aluno do Colégio Sobralense Maria de Lourdes de Vasconcelos, no distrito de Aracatiaçu, Edilson Freitas da Silva Filho, será um dos condutores da Tocha Olímpica, nesta quarta-feira (8), representando todas as crianças do mundo. Indicado pelo Unicef, em parceria com Rio 2016, Edilson simboliza a importância da educação integral na vida de cada menino e menina.

O adolescente de 14 anos não consegue esconder a emoção de participar do maior evento esportivo do mundo. "Quando recebi a notícia, nem sabia o que representava. Mas, quando entendi o significado, fiquei muito feliz. É um momento único que eu dedico à minha avó: foi ela que cuidou da gente desde pequeno. E ela sofreu muito para eu estar aqui", conta Edilson.
Além de Edilson, outros cinco adolescentes brasileiros foram escolhidos pelo Unicef para realizar o sonho de conduzir a Tocha Olímpica representando todas as crianças do mundo, para lembrar a importância de se garantir o direito de todas as crianças e todos os adolescentes, sobretudo os mais vulneráveis, que vivem em situações de conflito e pobreza.

Com o Colégio de Tempo Integral, inaugurado pelo Prefeito Veveu, em 2014, surgiram novas oportunidades para Edilson, que participa de atividades esportivas e tem disciplinas como Projeto de Vida, Formação Humana e Protagonismo Juvenil. "Aqui a gente aprende mais, porque é o dia todo, existem aulas diferenciadas, há mais tempo com os amigos, e eles dão espaço para a gente falar", afirma o aluno.

Para fortalecer as políticas públicas de educação integral e esporte, o UNICEF criou o Selo UNICEF Município Aprovado. O município de Sobral foi certificado em todas as seis edições do Selo UNICEF, certificação internacional que reconhece os esforços dos municípios do Semiárido e da Amazônia Legal Brasileira que mais avançam na superação das desigualdades que afetam a vida das crianças e dos adolescentes.

Com Informações da Asscom do Unicef
Postar um comentário