Lomadee

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Livro ‘A Ferrovia e a cidade’ é lançado na Casa da Cultura de Sobral

Com a presença de grande público, foi lançado na última quinta-feira (2), na Casa da Cultura de Sobral, o livro ‘A Ferrovia e a cidade: Desafios da modernidade em Sobral’, de Giovana Mont’Alverne. O livro aborda a implantação da ferrovia na região e tem como assunto central o papel de Sobral como polo modernizador no Norte do Ceará e as transformações econômicas e sociais advindas com o novo meio de transporte instalado.
Na ocasião, o prefeito Veveu Arruda destacou a importância do livro para conhecermos melhor a história de Sobral, sob vários aspectos. “É uma viagem ao passado, um convite para nos conhecermos melhor e interpretar o passado de Sobral. Nós decidimos estimular a produção e publicação de estudos pela necessidade de analisarmos e interpretarmos nossa história para nos ajudar a construir o presente, com os desafios atuais, e o nosso futuro”, afirmou.

Visando preservar a história de Sobral, o livro é a quinta obra publicada através do edital para difusão de pesquisas relacionadas à história de Sobral, financiadas pela Prefeitura de Sobral e Ecoa Sobral, com o patrocínio do Governo do Estado do Ceará. No dia 16 de junho serão lançados outros dois livros: “Cidades Sagradas: a Igreja Católica e as transformações urbanas no Ceará (1870 – 1920), de Agenor Soares e Silva Júnior”; e “A polifonia sobralense: leituras e entendimentos sobre a história da cidade”, organizado por Carlos Augusto Pereira e Alênio Carlos Noronha Alencar.


A autora do livro, pesquisadora Giovana Mont'Alverne, agradeceu o apoio recebido da Prefeitura e falou sobre o livro que aborda aspectos sociais, econômicos e políticos transformados pela chegada do trem em Sobral. “Agradeço ao prefeito pela oportunidade e incentivo que ele vem dando às letras, à história e à cultura sobralense. Vejo que hoje nós estamos vivendo um período de modernização novamente, vejo o VLT cortando a cidade. E fico muito feliz de ter participado deste edital e de ter contribuído de uma forma muito singela para a história social e cultural de Sobral”, disse.

Participaram da solenidade, o Bispo de Sobral, Dom Vasconcelos; a vice-reitora da Universidade Estadual Vale do Acaraú, Izabelle Mont’Alverne; a secretária da Cultura e do Turismo, Eliane Leite; o secretário adjunto da Cultura, Carlos Moledo; o presidente do Instituto Ecoa, Roberto Galvão; o presidente da Academia Sobralense de Estudos e Letras, Edson Andrade; o presidente da Academia Sobralense de Estudos e Letras Jurídicas, Luís Lira; e o Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo, Gisafran Jucá; além de familiares da autora, pesquisadores, estudantes e população.
Postar um comentário