Lomadee

domingo, 17 de julho de 2016

Eleições 2018 | Sérgio Moro inviabilizaria candidatura de Ciro, diz pesquisa

Se o juiz Sérgio Moro fosse candidato ao Palácio do Planalto, em 2018, o maior prejudicado seria o ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Mesmo com uma década sem disputar qualquer mandato eletivo e há 14 anos longe da disputa à Presidência da República, Ciro aparece com esperançosos 5% e 6% das intenções de voto, em diferentes cenários que reúnem Lula (PT), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSC), além dos tucanos Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckmin.
A exceção é quando Moro entra na simulação e Ciro cai para o bloco de “outros”, onde já se encontram Luciana Genro (PSOL), Michel Temer (PMDB), Eduardo Jorge (PV) e Ronaldo Caiado (DEM).
Apesar da “queda” com a entrada de Moro, Ciro comemora o perfil do seu eleitorado que migrou para o juiz da Operação Lava Jato, que é a busca pela justiça e da ética. Nessa situação, o ex-governador do Ceará passa a ser visto como o político que poderá enfrentar a questão ética que há décadas provoca escândalos no país.
Já o ex-presidente Lula lidera todos os cenários no primeiro turno, mas perderia no segundo turno para qualquer candidato, diante de uma rejeição de 46%. Marina Silva aparece em segundo lugar em todas as simulações de primeiro turno, enquanto Aécio Neves surge como o melhor quadro do PSDB, que ainda apresenta Serra e Alckmin.
O Datafolha ouviu 2.792 eleitores em 171 municípios. A margem de erro é de 2  pontos percentuais para mais ou para menos.
Com Informações do Jornal O Povo
Postar um comentário