Lomadee

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Crianças da periferia de Sobral descobrem um novo mundo por meio da fotografia

safs
Observar, por meio da fotografia, todas as sutilezas do cotidiano, que passam despercebidas na vida agitada da cidade, além de despertar a sensibilidade por meio de um olhar mais apurado sobre todas as coisas que nos cercam, tem sido alguns dos objetivos propostos pelo curso de fotografia do ‘Projeto Olhares em Foco’ realizado pela Sociedade de Apoio à Família Sobralense (Safs), empresa de associações cívicas e sociais instalada no Bairro Dom José, um dos mais populosos de Sobral.
Iniciada em fevereiro deste ano, com uma duração máxima de cinco meses, a atividade que reúne crianças com idades que vão de oito a catorze anos é realizada uma vez por semana, em duas horas de aulas teóricas, quando os futuros fotógrafos recebem orientações de como utilizar o equipamento com os devidos cuidados. Depois do primeiro mês de muita escrita, os alunos passaram a levar o equipamento para casa, por cerca de dois dias, para que pudessem registrar os momentos que acreditassem servir de motivo para uma boa foto. Desde então, o resultado tem sido surpreendente para eles.
Para o educador social e instrutor do curso, Márcio Tibúrcio, “a gente trabalha muito a percepção, o olhar, para que eles comecem a despertar o interesse deles em relação ao mundo. A partir disso, quando estão em casa, eles passam a enxergar detalhes que antes não eram percebidos. Em outro momento, a turma observa o material que vem da rua, captado por eles mesmos, e faz uma análise geral, observando o material deles e dos amigos de sala para perceber os avanços na técnica”.
Exposição
O acervo fotográfico do curso, divido em duas turmas, será apresentado no próximo dia trinta, numa exposição na própria Safs, com setenta e dois trabalhos, escolhidos como resultado do olhar diferenciado de onze crianças sobre o lugar onde moram e as pessoas de seu convívio. De acordo com Francisco Dhefren de Menezes, de onze anos, “eu não vejo a hora de ver minhas fotos na exposição. Eu soube do curso pelo meu irmão, quando um dia ele chegou com a câmera em casa e começou a tirar fotos da gente; foi quando pedi a minha mãe para eu fazer o curso também. O que eu mais gosto de aprender como funciona a câmera”, disse.
Como os equipamentos têm grande rotatividade entre os alunos, muitas vezes não é difícil alguém voltar de casa com uma câmera danificada; daí, a necessidade de reparos ou até mesmo de substituição dos mesmos. Para tentar reverter as perdas, a Safs iniciou a campanha ‘Doe Olhares, Patrocine Vivências’, de arrecadação de câmeras fotográficas novas ou usadas; é o que explica o instrutor. “Essas câmeras precisam de reparos, ou troca de peças, mas nem sempre, temos recurso suficiente para isso; então, quem quiser nos ajudar com alguma doação, é só entrar em contato conosco”.
Serviço:
Exposição Momentos e Memórias
Quando: 30 de junho
Horário: 18h
Onde: Sociedade de Apoio à Família Sobralense (Safs), Rua Francisquinha Frota, 55, Bairro Dom José
Contato para doação de equipamentos: 88 9 9744-1483

Com Informações de Marcelino Jr.
Postar um comentário